Desenvolvimento WEB Design eCommerce Loja Virtual WordPress
Meus problemas com temas WordPress

Meus problemas com temas WordPress

Tudo começou no final dos anos 90. Queria colocar algumas novidades no meu site. Um diário. Uma lista dos próximos eventos. Deixe os visitantes verem meu lado humano (não tenho um, mas isso é outra história).

Comecei com HTML simples. Uma página, com seções para cada postagem. Simples.

Então eu ouvi sobre ‘blogs’ e ‘blogs’. Sendo inteligente, escolhi o WordPress, o software mais popular. Que inteligente, pensei. Se você colocar o editor WYSIWYG em funcionamento, qualquer pessoa pode criar um site na web. Muito democrático.

Isso me encorajou a postar meus pensamentos mais externos; sobre política, Londres e sinusite. Como webmaster, observei o Google indexá-los. “Lá vamos nós”, pensei, “em breve, as minhas joias da extrospecção pertencerão a séculos!”.

Exceto que o Google não gostou do meu blog. Não indexaria muito além da primeira página. Porque porque porque?

Conteúdo duplicado? Eu o configurei para colocar apenas um post por página.

Sem melhora.

Eu olhei o que o Google estava indexando. Então olhei para o HTML do blog. Logo, tudo ficou claro.

Em suma:

– O WordPress ainda estava duplicando meu conteúdo e

– Não tinha tags META adequadas e

– Havia muito HTML irrelevante e

– O layout obscureceu o conteúdo.

Fiz uma pesquisa rápida no Google para encontrar dicas de otimização de mecanismos de pesquisa. Existe um plugin ‘head META description’. Mas eu não usei isso, oh não.

Por algum motivo, achei que um tema completo seria o ingresso. Eu tentei modificar um já existente. Melhor, mas não perfeito. O Google estava começando a indexar mais páginas, mas todas tinham o mesmo título. Minhas missivas para um mundo indiferente estavam sendo ignoradas.

Então, pedi a outra pessoa para fazer um, com base em meus critérios, que eram:

– Pegue um ‘título’ META do post ‘título’ do blog;

– Pegue uma ‘descrição’ do META nos ‘trechos’ do blog;

– Coloque uma tag ROBOTS ‘noindex’ em páginas sem conteúdo.

Mas isso não foi suficiente. Para obter os melhores resultados de SEO, você precisa configurar o WordPress brutalmente. Você tem que estar _significado_ a isso. Você tem que _man_ o suficiente.

Eu pesquisei um pouco e descobri as dicas a seguir.

AVISO: eles são extremos. Se você já tem boas classificações, fazer mudanças radicais em seus URLs pode afetá-los. No meu caso:

– Movendo meu blog para o diretório raiz da web (oh caro)

– MOD_REWRITING seus URLs (eek!), E

– Removendo um redirecionamento 301 (loucura!),

… fez com que meu PageRank fosse para 0. MAS, a indexação da página não foi afetada.

Isso é temporário, espero, pois o Google vê isso como um comportamento “suspeito”. Eu tinha mudado radicalmente meu site.

Aqui estão as dicas, para verdadeiros _homens_, que podem olhar para a morte na internet e rir:

1. Ative os permalinks em ‘Opções / Permalinks’. Pode ser necessário habilitar o Apache MOD_REWRITE em sua conta da web.

1a. Encurte o código dos permalinks para apenas a variável% postname%. Não se preocupe com os códigos de data. Isso mantém seus URLs curtos.

2. Aponte seu blog para o diretório mais alto possível.

3. Em Opções> Leitura> Mostrar no máximo ‘1’ postagem
Isso é para que duplicatas do seu conteúdo não apareçam no seu site.

4. Em seguida, instale um tema SEO.

Meus posts agora estão sendo indexados lindamente. O comando ‘site:’ do Google retorna todas as minhas postagens e pouco mais.

Para meu próximo desafio, pego o Windows XP e o transformo em um sistema operacional. Vamos, seu demônio, estou pronto para você!


site no wordpress

Criação de Sites WordPress

SmartSeller Solutions: Criação de Sites WordPress

Gostou? Leia mais em nosso blog: Blog SmartSeller

Gostou deste conteúdo? avalie

0 / 5

Your page rank:

Deixe um comentário

14 + quinze =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.