Desenvolvimento WEB Design eCommerce Loja Virtual WordPress
Alguns sistemas de gerenciamento de conteúdo de código aberto

Alguns sistemas de gerenciamento de conteúdo de código aberto


Com os usuários gastando mais tempo de mídia digital em aplicativos móveis, as empresas exploram maneiras inovadoras de manter os visitantes de seus sites envolvidos, transmitir a mensagem desejada e persuadi-los a comprar. Um sistema de gerenciamento de conteúdo torna mais fácil para as empresas manter os visitantes do site engajados, criando, publicando e gerenciando conteúdo digital de forma eficiente. Muitas empresas até usam sistemas de gerenciamento de conteúdo para criar um ambiente colaborativo onde os funcionários trabalham e se comunicam perfeitamente.
Ao mesmo tempo, os temas, plug-ins, extensões e módulos fornecidos por sistemas robustos de gerenciamento de conteúdo ajudam os desenvolvedores a construir sites personalizados rapidamente. Cada empresa tem a opção de escolher entre uma ampla variedade de sistemas de gerenciamento de conteúdo. Alguns desses CMS são de código aberto e gratuitos, enquanto outros são comerciais. Uma empresa sempre pode considerar o uso de um sistema de gerenciamento de conteúdo de código aberto (CMS) para construir um site e gerenciar o conteúdo digital sem incorrer em despesas adicionais.
Visão geral de 7 sistemas de gerenciamento de conteúdo amplamente usados
1) WordPress
As estatísticas de uso publicadas em vários sites mostram que o WordPress atualmente domina o mercado mundial de CMS. Além de ser fácil de usar, o WordPress também simplifica o desenvolvimento de aplicativos da web, fornecendo uma ampla variedade de temas e plug-ins. Os membros da comunidade WordPress continuam a enviar novos temas e plug-ins regularmente de acordo com as tendências emergentes no desenvolvimento da web. Os desenvolvedores podem aproveitar as vantagens dos temas, plug-ins e complementos para criar sites personalizados rapidamente de acordo com as necessidades comerciais precisas. Eles podem até aproveitar as vantagens de um plug-in WordPress de código aberto como o WooCommerce para criar novos sites de comércio eletrônico e adicionar funcionalidade de comércio eletrônico aos sites existentes.
2) Joomla
O Joomla permite que os desenvolvedores desenvolvam, personalizem e mantenham sites sem colocar tempo e esforço extra. É ainda considerado o melhor CMS para pequenas empresas e start-ups. Ao usar o Joomla, um desenvolvedor pode tirar proveito de uma variedade de plug-ins e extensões para criar sites de acordo com as diferentes necessidades das pequenas empresas. Eles podem ainda usar várias extensões de negócios e plug-ins para Joomla sem aumentar a sobrecarga do projeto. Mas o Joomla não permite que os desenvolvedores escolham entre um grande número de temas para sites. Os desenvolvedores ainda podem usar complementos específicos para adicionar formulários de e-mail, blogs, fóruns de discussão e galerias de imagens ao site. Da mesma forma, o Joomla torna mais fácil para os desenvolvedores adicionar carrinhos de compras e integrar sistemas de ponto de vendas (POS) e gerenciar o estoque durante o desenvolvimento de sites de comércio eletrônico.
3) Drupal
O Drupal torna mais fácil para os desenvolvedores criarem sites que proporcionam uma experiência de usuário mais rica, ao mesmo tempo que atendem às diretrizes do mecanismo de pesquisa. As ferramentas de SEO fornecidas pelo Drupal ajudam as empresas a desviar mais tráfego do mecanismo de pesquisa para seus sites. Muitos desenvolvedores optam pelo Drupal quando um site tem muitas páginas ou é acessado por um grande número de usuários. Como outros sistemas de gerenciamento de conteúdo, o Drupal também permite que os desenvolvedores escolham entre vários temas, complementos, extensões e módulos de acordo com suas necessidades específicas. Esses módulos e serviços de terceiros até ajudam os desenvolvedores a adicionar funcionalidade ao site sem escrever código adicional. No entanto, muitos desenvolvedores consideram o Drupal mais complexo do que outros sistemas de gerenciamento de conteúdo. Alguns programadores até escrevem código adicional para customizar o aplicativo Drupal de acordo com requisitos de negócios precisos.
4) Magento
Uma empresa tem a opção de escolher entre várias edições do Magento. A edição da comunidade do Magento é open source e gratuita. Apesar de ser um CMS, Magento é extremamente popular como plataforma de comércio eletrônico. Os temas prontos e personalizáveis ​​fornecidos pelo CMS tornam mais fácil para os desenvolvedores construir, configurar e lançar sites robustos de comércio eletrônico rapidamente. Os desenvolvedores podem acelerar ainda mais o desenvolvimento do site de comércio eletrônico, aproveitando os recursos robustos fornecidos pelo Magento, incluindo catálogo de produtos, opção de adicionar vários atributos a um único produto, agrupamento de clientes, configuração de faturamento, faturamento e envio. Os desenvolvedores ainda têm a opção de aproveitar um grande número de add-ons gratuitos e pagos fornecidos por membros da comunidade Magento.
5) TYPO3
O sistema de gerenciamento de conteúdo de código aberto é compatível com os principais sistemas operacionais e servidores da web. O TYPO3 também é considerado mais flexível e extensível do que outros sistemas de gerenciamento de conteúdo de código aberto. O design modular do TYPO3 torna mais fácil para os programadores construir e configurar sites de vários tamanhos. Ao mesmo tempo, os desenvolvedores da web podem facilmente customizar e estender o TYPO3 usando extensões específicas. O TYPO3 simplifica ainda mais o gerenciamento de conteúdo digital, permitindo que os desenvolvedores definam vários tipos de conteúdo de site e gerenciem o conteúdo digital por meio de vários editores. Os desenvolvedores ainda têm a opção de modificar ou reestruturar a estrutura padrão de uma página da web sem qualquer restrição. Porém, o TYPO3, apesar de fácil de usar, possui uma curva de aprendizado complexa. Além disso, requer espaço adicional no servidor para acomodar módulos adicionais.
6) Plone
Apesar de ser um código aberto, o Plone se autodenomina o CMS corporativo. Uma empresa pode usar o Plone para integrar múltiplos bancos de dados, servidores web, soluções de negócios e funções de conteúdo. O Plone fornece ainda um conjunto de recursos para gerenciar todo o ciclo de vida do conteúdo. Um administrador de site pode usar os recursos para criar, publicar, armazenar e gerenciar conteúdo digital, junto com a implementação de pesquisa, bloqueio de conteúdo e controle de versão. Ao mesmo tempo, o Plone ajuda os desenvolvedores de aplicativos web a manter o site e o conteúdo digital seguros por meio de seu backend baseado em Python. O motor de tema baseado em Diazo fornecido pelo Plone ajuda os desenvolvedores a criar sites personalizados rapidamente. Ao mesmo tempo, os add-ons para o Plone tornam mais fácil para os desenvolvedores adicionar funcionalidades ao site e gerenciar o conteúdo digital de forma eficiente.
7) Blogger
O Blogger foi originalmente desenvolvido como um serviço de publicação de blogs com suporte para blogs multiusuário. Mas muitas empresas hoje em dia usam o Blogger como outros sistemas de gerenciamento de conteúdo. O Blogger tem evoluído de forma consistente para simplificar e acelerar o desenvolvimento de vários sites e blogs. Além de fazer parte do ecossistema do Google, o Blogger também fornece estilos personalizados, opções de personalização e domínios personalizados. Os domínios personalizados fornecidos pelo Blogger tornam mais fácil para pequenas empresas e profissionais autônomos configurar e lançar seus sites rapidamente. Ao mesmo tempo, um usuário pode simplesmente usar sua conta do Google para configurar e gerenciar sites com o Blogger. No entanto, o Blogger carece de alguns dos recursos e extensões robustos fornecidos por outros sistemas de gerenciamento de conteúdo de código aberto.

No geral, uma empresa tem a opção de escolher entre uma ampla variedade de sistemas de gerenciamento de conteúdo de código aberto. Mas os sistemas de gerenciamento de conteúdo diferem uns dos outros na categoria de recursos, temas, plug-ins, extensões e desempenho. Portanto, torna-se essencial para uma empresa avaliar os prós e os contras de cada CMS de acordo com suas necessidades de curto e longo prazo.


woocommerce themes

Criação de Sites WordPress

SmartSeller

Leia mais em nosso SmartSeller Blog

Gostou deste conteúdo? avalie

0 / 5

Your page rank:

Deixe um comentário

4 × um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.