ATENDIMENTO MERCADO

Por que cumprir? O movimento para conformidade com o W3C

A Internet: uma ferramenta poderosa com infinitas possibilidades para avançar nos negócios, conectar pessoas e compartilhar informações. Acreditamos que com essas oportunidades surge uma responsabilidade real de entender sua complexidade e fornecer soluções universais para seus problemas.

Para os desenvolvedores da Web, em particular, o ônus recai sobre a criação de sites que visam maximizar o contato do cliente por meio de veículos funcionais e completos que direcionam tráfego e geram vendas. E na economia global de hoje, também significa usar código compatível com W3C.

Compartilhando o conhecimento

Felizmente, a comunidade da Internet pode ser um ambiente muito amigável e útil; aquele que entende a necessidade de universalidade, desenvolve protocolos para atender às necessidades e os compartilha com as massas. Um grupo não partidário que desempenha um papel vital no estabelecimento de um terreno comum na Internet é o World Wide Web Consortium. O W3C, como é conhecido, afirma ter a missão de “levar a Web a todo o seu potencial”, desenvolvendo e dispersando tecnologias e diretrizes interoperáveis.

Uma de suas conquistas mais significativas foi derrubar a barreira entre as empresas e toda a sua base de clientes, criando diretrizes de codificação para sites que permitem que qualquer navegador visualize suas páginas. Isso significa que mega-navegadores como o Internet Explorer e opções emergentes de código aberto como Mozilla e Firefox podem coexistir na Internet sem afetar os resultados da empresa.

Falando o idioma

Entender a importância da conformidade com o W3C na codificação de seu site é um conceito direto. É tão fácil quanto reconhecer que nem todos os seus clientes estão usando a mesma tecnologia que você, e que é essencial criar seu site para ser acessível pelo maior número de usuários.

Embora tenha sido – e principalmente ainda seja – bastante seguro supor que muitos usuários estão navegando na Web com o Internet Explorer ou o Netscape como navegador, estamos confiantes de que, em breve, esse não será o caso. Uma população de surfistas em rápido crescimento está optando por empregar navegadores de código aberto como Mozilla e Firefox, em vez de uma “fonte de marca”.

Quando escrito com os padrões de conformidade do W3C em mente, qualquer navegador que seu cliente use para ver seu site se torna irrelevante. Todas as suas informações aparecerão na tela delas – e o resto é com você.

Conformidade voluntária

Como não existem órgãos de governo que obrigam as empresas a cumprir os padrões que visam a criação de uma Web universal, isso é totalmente voluntário. Mas acreditamos que é uma escolha que faz mais sentido na economia competitiva da Internet. Graças ao World Wide Web Consortium, existe um mecanismo – uma padronização – na linguagem que abre as portas para as empresas e seus clientes em todo o mundo.

Conformidade faz sentido

Não existem regras em vigor que digam que você não pode criar um site visível apenas no Internet Explorer ou Netscape. Isso depende inteiramente de você.

O que também depende de você é se você está satisfeito com o fato de que os clientes – um número vertiginoso deles – não poderão entrar em contato com você porque seu site não fala a linguagem do computador.



Source by Aaron Wittersheim

Avalie-nos, este conteúdo é útil?

0 / 5 0

Author

SmartSeller Solutions

Mais do que um fornecedor que entende de tecnologia, aqui na SmartSeller Solutions transformamos e descomplicamos negócios. Somos uma fábrica de software que desenvolve produtos e soluções handmade que fazem diferença desde a primeira entrega.